Ouça a conferência de Malena Contrera e os painéis do 1º dia das Jornadas do PPGCOM

Fotos: Renata Lohman

O diálogo interdisciplinar e a busca por um saber plural para além das fronteiras estabelecidas pela própria Universidade foram a marca das Jornadas de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS. Desafios estes inerentes à própria estrutura que dá suporte à pesquisa nacional.

“Financiar pesquisa em comunicação no Brasil é casar com Mefistófeles”, provoca Malena Contrera em sua conferência de abertura. A professora discutiu o lugar da pesquisa e do pesquisador brasileiro, imersa nessa lógica da financeirização, eficiência e pragmática.  Por sua vez, Ana Luiza Carvalho Rocha, que deu sequência no Painel 1, faz um percurso histórico pela compreensão do lugar na imagem na Antropologia, e os desafios – inclusive burocráticos – para sua validação acadêmica.

Já na parte da tarde, André Quincozes trouxe inquietações quanto aos entraves científicos para a liberação de testes quanto aos efeitos bioquímicos do resveratrol, uma fitoalexina encontrada nas uvas e no vinho tinto, com potente atividade antioxidante. Por fim, Sonia Caregnato, debatedora do Painel 2, apresentou um panorama das pesquisas que vêm sendo feitas na área da informação no PPGCom.

O evento se encerrou no fim desta semana, mas é possível conferir o áudio das apresentações de cada palestrante do primeiro dia clicando abaixo.

Conferência de abertura: Malena Contrera (UNIP)

 

 

Painel 1: Ana Luiza Carvalho da Rocha (PPGAS/UFRGS; PPGDiversidade e PPGProcessos/Feevale)

 

 

Painel 2: André Quincozes dos Santos (PPGBioq/UFRGS)

 

Sonia Caregnato (Linha 1 – Informação, redes sociais e tecnologias, PPGCOM/UFRGS)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 14 =